Passar para o Conteúdo Principal Top

Apresentação

Caro(a) Munícipe,

Três anos após a sua edição inaugural, o Orçamento Participativo de Castro Verde, deu origem a alguns projetos de relevante interesse comunitário que encarnam, na perfeição, o espírito do OP, por resultarem da vontade democrática da maioria dos cidadãos que participaram. 

 

A voz dos cidadãos castrenses, através do OP, faz-se sentir ao longo de todo o mandato autárquico e não apenas de quatro em quatro anos, quando são chamados a decidir quem querem que os represente à frente dos destinos do concelho. É essa aproximação, entre eleitos e eleitores, de forma franca e transparente, que queremos continuar a promover em Castro Verde, elevando os níveis de participação pública dos nossos munícipes.

 
De edição para edição, procurámos sempre renovar e melhorar as regras de funcionamento do OP, procurámos ser sensíveis aos contributos da sociedade civil que nos foram chegando e, desse modo, criámos um mecanismo de intervenção cívica que é hoje um exemplo no distrito de Beja. Porque nos orgulhamos desse trabalho, em 2022 não será diferente: mantemos a dotação total de 50 mil euros, mas, desse montante, destinaremos 10 mil euros para “propostas jovens”, destinadas à participação dos jovens castrenses, entre os 16 e os 25 anos de idade, sendo esta, a grande novidade da 4ª edição do OP de Castro Verde!
 
A par disso, continuaremos a valorizar as Freguesias rurais do nosso concelho, permitindo que as mesmas, possam ter alocados 20 mil euros da dotação total. Este é o mote do OP2023! Não fique de fora. Como sempre, a ideia e a decisão são suas… o compromisso, é nosso!
 
#CastroVerdeParticipa


O Presidente da Câmara Municipal de Castro Verde,

António José Brito

imagem

O que é o OP?


O Orçamento Participativo é um processo democrático participado através do qual os cidadãos de uma comunidade decidem o destino de uma parte dos recursos públicos disponíveis. Este processo tem como principais objetivos potenciar nos cidadãos o exercício de uma cidadania ativa, participativa e responsável; reforçar a credibilidade das instituições e da própria democracia; contribuir para uma maior aproximação das políticas públicas às expetativas e necessidades dos cidadãos; incentivar a interação entre eleitos, técnicos municipais e cidadãos na procura de soluções para melhorar a qualidade de vida no concelho. O Orçamento Participativo de Castro Verde assenta num modelo de caráter deliberativo, dividido em dois períodos. Numa primeira fase os cidadãos são convidados a apresentar as suas propostas de investimento público e, numa fase posterior, decidem, através de votação, as propostas vencedoras a incluir no Orçamento Municipal para 2023.